segunda-feira, 22 de junho de 2015

Opinão da semana

A Caixa de PPPs

Não é de hoje que a mistura do público com o privado acaba produzindo: favores, desvios, benesses e uma certeza: o público sempre perde. Nas PPPs do DF não deve ser diferente. A começar pelo Centro Administrativo. Idealizado por Arruda, mas construído por Agnelo e agora a ser implantado por Rolemberg. Sem esquecer que a PPP em si foi conduzida por Rogério Rosso quando na Codeplan, ao lado de interlocutores que acabaram por jogá-lo em outra Caixa, a da Pandora, cujas investigações ainda seguem. Afinal, andar em más companhias têm seu preço. Daí não precisar ser pitonisa para prever um futuro obscuro para Parcerias tão amplas, quanto ambicionadas. Não cede o Parque da Cidade, mas cede o que tem dentro, para nos fazer pagar e alguns espertos lucrarem, e lucrarem alto. Na Saúde então, haja dinheiro pra atender as ONGs. O ex-secretário da Casa Civil, Helio Doyle, fez defesa veemente e apontou como parâmetros destas iniciativas Cuba e China. Exemplos não muito úteis para nós brasileiros e brasilienses. Não é à toa que um delegado amigo diz que basta esperar e a Caixa de PPPs vai trazer muitas surpresas, desagradáveis é verdade. O futuro dirá, se nada for feito agora. Cadê o Ministério Público e o Tribunal de Contas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário