domingo, 14 de junho de 2015

Política e religião

Imagem da Internet
Doyle: deixou o cargo, mas continua com a língua afiada

O ex-secretário-chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, está mais ativo do que nunca na conta que mantém no Twitter. Entre tantos assuntos que tem comentado, um tem a ver com a suposta pressão do líder religioso Manoel Ferreira para que Daniel de Castro, suplente de distrital, assuma uma administração regional. "Há quem diga que isso é fazer política. Não, é politicagem pura. Jogo de interesses da pior qualidade. Política é outra coisa, é nobre. Espero que a informação não seja verdadeira. Se for verdadeira, é uma boa demonstração de que política e religião não devem se confundir. Usar igreja para fazer politicagem é um grande desserviço à população. Igreja e religião merecem respeito", atacou Doyle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário