quinta-feira, 11 de junho de 2015

Três perguntas para... Chico Leite

Imagem da Internet
Chico Leite: "ninguém governa sozinho"

Pagamento de servidores, concessão de prédios públicos e relação com o PSB. Esses são temas das "três perguntas do dia..." feitas ao deputado distrital Chico Leite (PT).


CB- Qual a solução para que o GDF honre os reajustes dos servidores sem que haja demissão ou outra medida do tipo?
Chico Leite:
A solução é cortar gastos. Para isso o GDF deve reduzir drasticamente o número de cargos comissionados, que é muito alto. Propus que o governo assegurasse 75% desses cargos para servidores concursados. Dessa forma, apenas um de cada quatro servidores poderia ser de livre provimento. É possível redistribuir servidores que desejem trabalhar nas Administrações Regionais, ficando perto de casa e conhecendo as demandas locais. A valorização do serviço público e a profissionalização da gestão são fundamentais para recuperar as contas públicas e melhorar os serviços prestados à população. O governo também precisa atuar para diminuir a sonegação fiscal e conter despesas como as de aluguel, por exemplo. Com medidas assim, é possível reequilibrar as contas, honrar compromissos e retomar as políticas públicas para alavancar o desenvolvimento econômico e social.

Sobre a possibilidade de concessão de prédios públicos e monumentos à iniciativa privada. É a favor ou contra?
Depende. Se as concessões forem benéficas também para o Estado e para os cidadãos, e não só para a iniciativa privada, convém adotá-las. Gigantescas estruturas como o Estádio Nacional Mané Garrincha precisam deixar de ser onerosas para o governo e, para isso, é fundamental contar com a iniciativa privada. O que não é possível é que o governo sempre saia no prejuízo, fazendo com que o custo seja remetido aos contribuintes sob forma de aumento de impostos e retirada de direitos dos servidores públicos.

Em relação à política... O PT tende a se realinhar com o PSB no futuro (localmente e nacionalmente) ou isso é impossível?
As alianças políticas são necessárias para assegurar a governabilidade. Ninguém governa sozinho. O PT precisa rever suas alianças e buscar aliados de forma programática, ou seja, alicerçadas em projetos que sejam positivos para o país e para o Distrito Federal. Aliança em razão de causas, não de cargos. Sem uma reestruturação, será difícil retomar os avanços sociais e econômicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário