segunda-feira, 22 de maio de 2017

Pra cima

Imagem da Internet
Cláudio Humberto: reação

O jornalista Cláudio Humberto está ingressando nesta segunda-feira (22) com queixa-crime contra o presidente da JBS/J&F. "Será condenado por mentir e por tentar caluniar, injuriar e difamar alguém com 40 anos de profissão e que trabalha no mínimo 12 horas por dia. Como sabe, o delator mentiu a meu respeito para se vingar de denúncia que fiz da sua atividade criminosa, em 2014, revelando-o como 'homem da mala' do grupo empresarial que saqueou o País", escreveu Humberto, que é citado por um dos delatores da empresa nas gravações em poder do STF. "Também se vinga das notícias que publiquei sobre suas relações promíscuas com políticos, inclusive presidentes da Câmara e do Senado, à época. Em seu depoimento, ele próprio confessou ser o 'homem da mala' e que mantinha relações promíscuas com políticos. À queixa-crime serão anexados documentos que provam a mentira do meliante contra mim", completou o jornalista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário